Alinhamento – Princípio do Design

No artigo anterior mostrei como o princípio da Proximidade do design pode ser utilizado por qualquer pessoa para aprimorar a qualidade da comunicação visual.

Continuando a sequência, hoje apresentarei um novo princípio do design, o princípio do Alinhamento.

Meu objetivo é mostrar que você não precisa ser um designer profissional para criar belos banners, apresentações, convites, cartões, posts para redes sociais, e muitas outras peças para transmitir sua mensagem de forma clara e atraente.

Princípio do Alinhamento no Design

Leigos em design costumam jogar elementos nos espaços em branco da composição, sem levarem em consideração a relação dos objetos entre si. O alinhamento é um princípio eficaz na unificação da estética.

Como nem sempre é possível manter todos elementos fisicamente próximos, o princípio do Alinhamento deixa claro ao leitor que apesar de determinados objetos não estarem agrupados eles fazem parte da mesma composição.

Alinhamento – Princípio do Design

A figura a esquerda tem elementos desalinhados, enquanto que a figura da direita tem alinhamento à esquerda. Perceba como a segunda imagem é bem mais organizada, sofisticada e de fácil leitura.

Muitas pessoas pensam que alinhamento é característica somente de textos, o que é um erro. Na composição você precisa alinhar todos os elementos.

principio do alinhamento no design grafico

Vamos analisar o mesmo exemplo que usamos para estudar Proximidade. Observe como elementos jogados em cada canto deixam o olhar perdido, não deixando claro por onde começar e terminar a leitura da composição.

alinhando design grafico

Se alinharmos os mesmo elementos no centro ficará muito mais fácil de “digerir” as informações da composição.

principio do alinhamento no design

Mas não se limite a centralizar tudo. Observe como um alinhamento na esquerda (marcado com uma linha imaginária que ilustramos em cinza na figura) neste caso também traz bons resultados.

A centralização é o alinhamento mais básico possível, portanto sempre que possível sugiro a você tentar outras opções, para diferenciar suas composições e deixar a leitura menos monótona.

Vamos a mais um exemplo.

alinhar segundo os principios do design

Alguns teóricos do design pregam que não devemos usar mais de um tipo de alinhamento por composição/página. Mas essa regra é válida somente para principiantes, pois designers mais avançados consegue trabalhar sim com diferentes alinhamentos, como na figura exemplo.

O título “Carta Final” está alinhado ao centro da página, enquanto que o subtítulo está alinhado à esquerda do título. E no canto inferior esquerdo temos mais uma frase alinhada a esquerda do título. Observe que mesmo com diferentes alinhamentos todos elementos possuem uma amarração visual.

Agora além de texto colocaremos outros elementos na composição:

falta de alinhamento no design

Confuso não? Vamos alinhar e ver se melhora:

designer alinhando composição design

Observe as linhas cinzas que demonstram o alinhamento. Veja como todos os elementos estão amarrados visualmente. Percebeu o quanto mais “agradável” de ler é esta composição?

Conclusão sobre o uso do Alinhamento no design

É importante observar que alguns tipos de alinhamento são mais óbvios que outros, principalmente os de texto que são facilmente identificados. Mas é possível – e necessário – alinhar todos os elementos para criar a amarração visual que irá prender o leitor a sua composição.

Se quiser se aprofundar no assunto, convido você a participar da nova turma que abri do treinamento Design Para Não Designers. Neste curso 100% online ensino através de vídeo aulas como criar belos banners, apresentações, convites, cartões, posts para redes sociais, e muitas outras peças para transmitir sua mensagem de forma clara e atraente.

Tudo isso sem precisar estudar nem Illustrator, nem Photoshop, nem nenhuma outra ferramenta complexa e cara.

Mais adiante analisaremos peças diversas para encontrarmos a aplicação prática de todos os princípios que estamos estudando, mas no momento vamos nos ater a teoria do próximo princípio, o Balanço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *