9 Fatos Científicos que Comprovam a Necessidade de Você Cuidar do seu Marketing Visual

Apesar de nós seres humanos termos cinco sentidos, é cientificamente comprovado que interagimos, aprendemos e compreendemos o mundo principalmente com a visão. Ou seja, nossos cérebros são feitos para olhar, e se o seu marketing não está tentando tirar proveito de nosso desejo constante de novas informações visuais, então está perdendo uma das melhores maneiras de entrar diretamente nas cabeças das pessoas.

A visão é uma das áreas mais pesquisadas da neurociência, e embora ainda possamos aprender muito, a seguir vou te mostrar 9 fatos científicos sobre porque os seres humanos são tão sensíveis às imagens e informações visuais, e por que é uma ótima maneira de interagir as com pessoas.

1 O cérebro foi feito para processar imagens

Seu cérebro é realmente o órgão que dá sentido ao mundo, e faz isso quase inteiramente através da visão. Tudo bem que cheiramos, saboreamos, tocamos e ouvimos, mas ver é disparado o nosso sentido principal.

O cérebro foi feito para processar imagens

Cerca de 20% de nosso cérebro é totalmente dedicado ao processamento de imagens, mas esse córtex visual que faz a maior parte do processamento da informação visual envia também informação para quase todas as outras áreas do cérebro, onde é combinada com nossas outras informações sensoriais.

“Seu sistema visual alcança e interage com pelo menos metade de seu cérebro, enviando impulsos elétricos para todos lugares.”

Quando seus olhos estão abertos, cerca de dois terços dos impulsos elétricos disparados em seu cérebro estão relacionados à informações visuais. Isso significa que suas células cerebrais podem disparar até 2 bilhões de vezes por segundo apenas para calcular, integrar e lembrar toda a informação visual que seu cérebro está recebendo.

2 A cor captura a atenção

A cor é uma das melhores ferramentas que o marketing visual tem à sua disposição. Pesquisas comprovam que a adição de cor a documentos, como avisos de segurança por exemplo, aumentam a recordação dessa informação técnica em até 82%. Essa adição correta de cores a sua comunicação pode reduzir erros, aliviar a poluição visual e aumentar a compreensão da mensagem.

Mas por que? Pura evolução!

Fatos Científicos que Comprovam a Necessidade de Você Cuidar do seu Marketing Visual

O mundo é cheio de coisas coloridas, algumas das quais são boas – o céu azul claro, frutas frescas e água corrente – e algumas delas não são – frutas podres e água estragada.

Um estudo da Universidade de Berkeley – Califórnia, em 2009, analisou porque associamos certas cores com coisas boas e certas com coisas ruins, e se resume ao que representam essas cores e às nossas próprias preferências pessoais. Como exemplo temos tons de azul e verde que na natureza estão associadas com saúde e limpeza, e se valendo desses significados a publicidade geralmente usa azul e verde para significar “frescura” e limpeza.

“Há uma boa razão para que o Facebook, o Twitter e várias outras empresas usem o azul como a cor da marca – azuis são agradáveis aos nossos cérebros.”

Na mesma lógica cores como os marrons e os amarelos são geralmente tons que o ser humano evitava ao procurar alimentos a milhares de anos. Portanto muito cuidado ao utilizá-las.

Não estou dizendo que você deve usar somente azul e verde em seu marketing visual, longe disso. O que quero te mostrar é que apesar de nossos cérebros estarem se adaptando a uma nova realidade – onde não precisamos mais procurar por comida – fique sempre atento ao significado das cores, pois isso impacta sim na sua comunicação.

Se quiser mais exemplos de como cada cor têm um significado predefinido em nossos cérebros, dá uma olhada no artigo Como decidir quais cores usar em seu design.

3 Enxergamos desde o primeiro dia de vida

Se você já segurou um recém-nascido no colo sabe como é mágico quando olhamos para o bebê e ele nos olha de volta no fundo dos olhos. Apesar do sistema visual do bebê não estar 100% pronto para o mundo quando ele sai do útero, logo os olhos são “inundados” por milhares de estímulos visuais que atraem e ensinam o recém-nascido.

Enxergamos desde o primeiro dia de vida

Primeiro, o bebê aprende a se concentrar em objetos individuais e começara a aprender sobre diferentes formas, testando e aprendendo quais objetos estão relacionados a significados diferentes. O objeto em forma de colher significa alimento, o objeto em forma de bola significa brincar, o objeto em forma de rosto significa amor… e assim por diante.

Como seres humanos são os rostos que nos cativam visualmente desde o primeiro dia. Mesmo antes dos músculos oculares serem capazes de se concentrar e formar imagens nítidas, os bebês já procuram por objetos circulares (olhos e bocas) que definem os rostos.

A habilidade de “assistir ao mundo” desde o primeiro dia de vida é uma das razões pelas quais os conteúdos visuais são tão atraentes para os seres humanos. Nós compreendemos as metáforas visuais inerentemente porque aprendemos a associar objetos com comportamentos desde uma idade precoce, muito antes de aprendermos a descrever esses objetos ou comportamentos em palavras.

4 Programados para apreciar rostos

Uma das primeiras coisas em que nos concentramos quando nascemos é o rosto de nossa família. E isso não é apenas porque eles estão sempre por perto nas primeiras semanas. O cérebro possui um circuito específico para reconhecer rostos chamado de giro fusiforme.

Uma das melhores evidências de que existe uma certa área do cérebro que responde aos rostos vem de um estudo de pesquisadores da Caltech realizado em 2005. Durante as operações de epilepsia, onde os eletrodos são inseridos nos cérebros dos pacientes enquanto eles estavam acordados para registrar a atividade cerebrais, os pesquisadores mostraram aos pacientes uma série de rostos de celebridades e pessoas conhecidas pelos pacientes (assim como rostos aleatórios para fins de controle). Quando os eletrodos estavam no giro fusiforme, eles registraram atividade neural específica para faces.

Programados para apreciar rostos

O mais incrível sobre as células que respondem a esses rostos era que eles eram altamente específicas.

“Em um paciente havia o que se tornou conhecido na neurociência como a célula de Jennifer Aniston. Este neurônio disparou apenas quando o paciente recebeu uma foto da atriz Jennifer Aniston. Nenhum outro rosto ou objeto ou qualquer outra coisa recebeu uma resposta desta célula.”

5 Nosso cérebro gosta de ser estimulado

Embora sejam principalmente animais visuais, os outros sentidos também são importantes, principalmente quando combinados com a visão. Se você ouvir uma informação, alguns dias depois você lembrará apenas 10%. Mas se você adicionar uma imagem a essa informação, a taxa de lembrança chega até 65%.

Nossos cérebros adoram ser estimulados, e por isso precisam ser muito bons em peneirar informações sem importância. Você é bombardeado com informações a cada segundo (sinais, cheiros, toques, sons, etc.) e seu cérebro tem que atuar como guardião da sua mente consciente, jogando fora tudo o que você não precisa neste mesmo.

design e marketing visual para sua empresa

Um experimento de 2015 apontou que a capacidade de atenção média de uma pessoa é de 8 segundos. Ou seja, ficamos entediados e nos desconcentramos após apenas 8 segundos lendo, ouvindo ou vendo. Eu pessoalmente acredito que seja mais de 8 segundos nosso tempo de concentração, mas concordo que nossos cérebros vão desligar se não constantemente entretidos. Por isso que adicionar elementos visuais a sua comunicação escrita ou falada ajuda e MUITO a manter o cérebro entretido, concentrado e interessado.

6 O cérebro ama simplicidade

Assim como nossos cérebros precisam de estímulos, eles gostam de simplicidade. Materiais visuais são uma ótima maneira de simplificar ideias. A frase “uma imagem fala mais que mil palavras” é clichê mas é a pura verdade.

Pense nas placas de uma estrada: melhor uma frase escrita “há uma escola à frente, cuidado com as crianças que atravessam a estrada “ou simplesmente ter uma imagem de dois alunos que caminhando? Nossos cérebros que são visuais vão converter esse texto em uma imagem para de alunos que atravessam a estrada, baseados em uma lembrança ou mesmo na nossa imaginação. E é justamente por isso que é mais inteligente fazer uma placa com representação visual do que com texto. E o mesmo vale para o seu marketing.

O cérebro ama simplicidade

7 Adiciona emoção

As emoções são incrivelmente importantes para todas as interações humanas, por isso também são parte fundamental do marketing. A melhor maneira de envolver as pessoas com uma marca é através de conexões e histórias pessoais.

Se há algo que nossos cérebros amam mais do que uma imagem, é uma emoção. Embora você possa sentir emoção através de palavras, somos mestres na leitura dos rostos de outras pessoas para decifrar emoções. Na verdade você faz isso quase o tempo todo!

As expressões faciais são universais, e gastamos uma grande quantidade de energia e tempo visual tentando decodificar microexpressões nos rostos das pessoas quando nos encontramos. É a tal comunicação não verbal.

Imagens adicionam emoção a comunicação

Essa característica humana de estar sempre automaticamente procurando emoções em imagens deve ser explorada em nosso marketing visual para agregar valor intangível a nossa marca.

8 Entendemos informação visual instantemente

Se você está procurando comunicar uma ideia instantaneamente, de longe a melhor opção é usar uma imagem. Nossos cérebros processam imagens muito mais rapidamente do que texto escrito. Estudos mostraram que levamos apenas 150ms (milissegundos) para processar uma imagem e, em seguida, mais 100ms para que possamos atribuir algum significado a ela.

Isso literalmente é um piscar de olhos. Mesmo se você lê rapidamente, o tempo para entender as palavras é muito maior.

“Um estudo do MIT publicado em 2014 sugere que podemos entender o significado de uma imagem em apenas 13ms!’

Outro estudo recente comprovou que nosso cérebro processa imagens dez vezes mais rápido do que um piscar de olhos.

Isso nos mostra novamente que somos feitos para reconhecer e entender imagens. Nascemos e evoluímos para fazê-lo, enquanto que a leitura só existe há alguns mil anos (e algumas centenas para a maioria das pessoas).

9 Lembranças são visuais

Se você tentar lembrar de alguma coisa agora, com certeza uma imagem chegará à sua mente. Mesmo que seja uma passagem de seu livro ou poema favorito, você não pode deixar de transformar em uma imagem. É simplesmente a forma como nossos cérebros funcionam.

Lembranças são visuais

Não evoluímos para palavras, evoluímos para imagens. Muito antes do advento dos GPS, você precisava se lembrar dos arredores, caso contrário, um tigre poderia comer você de café da manhã. Portanto, faz sentido para nossos antepassados serem muito bons no reconhecimento de objetos, algo que nos foi transmitido como um talento para a compreensão visual.

Por que seu marketing deve usar imagens?

A ciência já comprovou que as palavras não tem o mesmo poder de comunicar que as imagens. Então por qual razão você não tornaria seu marketing visual?

Ao incluir imagens no seu marketing, você pode aproveitar a razão de ser dos nossos cérebros, permitindo que as pessoas compreendam em um instante – aproximadamente 13ms – o que é sua marca e o que você quer dizer.

“Tire vantagem de 200 mil anos de evolução humana.”

Apesar de vermos exemplos de empresas gigantescas como Apple e Google alavancando seus negócios através do design e marketing visual, saiba que milhões de pequenos negócios ao redor do mundo estão alcançando resultados incríveis com orçamentos baixíssimos nessa área.

E foi exatamente por isso que criei o curso Design Para Não Designers: para te ajudar a contar “estórias” que falam diretamente ao coração do seu público, usando cores, movimentos e emoção que somente as imagens conseguem passar.

Clique no link para maiores detalhes sobre o curso Design Para Não Designers.


Este artigo é uma livre adaptação do “Scientific Reasons People Are Wired To Respond To Your Visual Marketing” de Andrew Tate.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *